Vik Muniz transforma lixo em arte

Padrão

Não é qualquer um que consegue enxergar arte onde há lixo. Vik Muniz conseguiu tornar fonte de sua criação artística aquilo que a maioria das pessoas apenas via como o maior aterro sanitário da América Latina.

Foi em 2008 quando o artista plástico conversou pela primeira vez com o presidente da Associação dos Catadores do Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, Sebastião Carlos dos Santos, e propôs utilizar os dejetos para sua obra. Explicou também que contaria com a ajuda dos catadores e filmaria tudo para o documentário “Lixo Extraordinário”. O filme estreia nesta sexta, dia 21 de janeiro, nas salas de cinema.

Veja o trailer:

Além da idéia genial, Muniz voltou o olhar da sociedade para quem faz parte do processo de reciclagem: os catadores de lixo que precisam de uma melhora em sua qualidade de vida. É com pessoas brilhantes que umdiagenteaprende a parar e ver o que ninguém percebe. Aliás, você separa o que é possível reciclar? Em seu bairro, há algum programa de coleta?

Texto criado por  Gabriela Angerami.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s